Notícias

COMO ESTÁ O TURISMO NA CHAPADA DIAMANTINA ATUALMENTE?

Redação em 10/08/2021

Com a vacinação avançando em todo o Brasil, finalmente podemos começar a respirar e a planejar aquela tão sonhada e merecida viagem.

Com as fronteiras internacionais, em sua maioria, ainda cheias de restrições, a melhor opção é mesmo viajar pelo Brasil. E qual seria o local mais adequado para recarregar as energias do que a Chapada Diamantina? Após idas e vindas de aberturas e fechamentos devido à pandemia de Covid-19, neste momento todas as principais cidades estão abertas ao turismo e com poucas restrições a seus visitantes.  Abaixo você encontrará um resumo relacionado às atrações e regras de cada local. 

Morro Manoel Vitor no Vale do Pati – Foto: Caiã Pires

1 – CIDADES E VILAS TURÍSTICAS

Andaraí e Igatu

Os atrativos municipais que estão na área do Parque Nacional, as atrações localizadas em áreas privadas e as da Vila de Igatu estão abertos à visitação seguindo o protocolo estadual de segurança no controle ao contágio COVID-19. 

O Parque Natural Municipal de Andaraí Rota das Cachoeiras (PNMARC) ainda está fechado, pois encontra-se em processo de estruturação.  

Os bares e restaurantes estão funcionando normalmente, também obedecendo os protocolos de segurança de saúde.

Andaraí – Foto: Rui Rezende

Barra da Estiva 

A cidade está funcionando normalmente. Para visitação às comunidades tradicionais é necessário agendamento. Você pode encontrar o contato na lista de telefones úteis, ao final da matéria. 

Barra da Estiva – Foto: arquivo prefeitura

Ibicoara

Com exceção de uma restrição de locomoção a partir da 1h da manhã, a cidade está operando normalmente, assim como suas atrações turísticas. 

Ibicoara – Foto: Tarciso Albuquerque

Lençóis

Todos os atrativos naturais de Lençóis continuam abertos, sejam Parques Municipais, Parque Nacional ou atrativos em áreas particulares.

Bares e restaurantes funcionando normalmente com as devidas medidas de prevenção, cada um com seu horário particular de funcionamento. Informamos, porém, que a maioria dos estabelecimentos tem funcionado até às 22h30. 

Lençóis – Foto: Branco Pires

Morro do Chapéu

Atrações, bares, restaurantes e comércio funcionando normalmente.

Morro do Chapéu – Foto: Roberto Furtado

Mucugê

Parques municipais: funcionando normalmente de segunda a domingo, das 08h às 17h, com o limite de 15 pessoas por vez. 

Atrações particulares e Parque Nacional abertos e seguindo o decreto estadual e protocolo de prevenção ao Covid-19 estabelecido pela Vigilância Sanitária

Bares e restaurantes: Operam normalmente com restrição de horário até 00h. 

Mucugê – Foto: arquivo prefeitura

Palmeiras e Vale do Capão

Os atrativos de Palmeiras e do Vale do Capão, incluindo os parques municipais, estão funcionando diariamente das 9h às 17h; 

Bares e restaurantes com restrição de horário até às 23h. 

Vale do Capão – Foto: Zé Henrique

Piatã

Comércio, bares e restaurantes abertos normalmente seguindo os protocolos de segurança. 

Parques e atrações abertos normalmente também seguindo os protocolos de segurança.

Fazendas de café fechadas para degustação e abertas para visitação às lavouras.

Piatã – Foto: Ricardo Xavier

Rio de Contas

Praticamente todo o município está funcionando, porém com medidas de biossegurança. Parques e Balneários funcionando durante o dia, porém com restrição ao número de pessoas por grupo em pontos como a Cachoeira do Fraga e a Ponte do Coronel. Os clubes particulares estão operando com 50% da capacidade e desde que na chegada seja medida a temperatura e seja feito o uso do álcool gel nas mãos. 

Bares e Restaurantes funcionam com 50% da lotação e somente até 00h. Pousadas trabalham com 100% da ocupação. Museus, Igrejas e prédios públicos abertos à visitação funcionando das 8h às 16h, com controle no número de acessos por vez.

Rio de Contas – Foto: Caiã Pires

Ruy Barbosa

Até o fechamento desta matéria a secretaria de turismo não forneceu as informações acerca de sua cidade. O contato da prefeitura está ao final da matéria, para consulta particular, caso haja interesse. 

Ruy Barbosa – Foto: Branca

2 – PARQUE NACIONAL 

O Parque Nacional da Chapada Diamantina é uma unidade de conservação federal e abriu os seus atrativos gradualmente. Exemplos de atrativos dentro do Parque Nacional: Cachoeira da Fumaça, Vale do Pati, Águas Claras, Cachoeira do Mixila, Cachoeira da Fumacinha.

Mirante do Vale do Pati. Foto: Caiã Pires

Cachoeira da Fumaça (Vale do Capão)

Visitação de no máximo de 120 pessoas por dia. O ICMBio recomenda a contratação de um condutor de visitantes. Ele pode enriquecer a sua viagem com atividades como observação de aves e escalada, além de apresentar a geologia, botânica e história da região. Em caso de acidentes ele irá prestar os primeiros socorros e acionar um resgate. As trilhas do Parque Nacional são rústicas e não possuem sinalização. Resgates em áreas naturais são complexos, caros e demorados.

Cachoeira da Fumaça – Foto: Zé Henrique

Vale do Pati

Para visitação no Vale do Pati, é obrigatória a reserva nas casas de apoio ao turista. Reservas devem ser feitas com sete dias de antecedência e exclusivamente via WhatsApp, pois não há sinal de celular no local. Você pode encontrar a listagem das casas no link >> https://janoo.com.br/para-visitacao-no-vale-do-pati-e-obrigatoria-a-reserva-nas-casas-de-apoio-ao-turista/

Mirante Morro do Castelo. Foto: Caiã Pires

Fumacinha por cima (Mucugê)

Visitantes devem, antes do passeio, passar na Central de Informação Turística em Mucugê para medição de temperatura e receber orientações sobre as atividades turísticas no município.

Cachoeira da fumacinha – Foto: Thalison Ribeiro

Águas Claras (Vale do Capão)

Máximo de 60 pessoas por dia

Águas Claras – Foto: Thais de Albuquerque

Cachoeira do Mixila (Lençóis)

Máximo de 20 pessoas por dia. No momento , a reabertura contempla apenas o trecho até a Trilha do Mixila.

Mixila – Foto: Açony Santos

Protocolos sanitários

Utilizar máscara durante todo o período no interior do Parque Nacional, exceto em atividades como banhos, flutuação e alimentação. Caso haja necessidade de retirá-la (casos de mal-estar, por exemplo), deve-se ampliar o distanciamento (4 a5 m);

– Formar grupo de no máximo 10 pessoas, incluindo a eventual contratação de guia/condutor de visitantes e seu auxiliar;

– Manter distanciamento de 2m de outros visitantes;

– Evitar compartilhamento de equipamentos (como celular, máquina fotográfica, lanterna, luvas, cajado, binóculo, capacetes, mosquetões, mochilas, garrafas de água, cordins etc.). Higienizar as mãos e equipamentos com álcool gel 70% caso haja necessidade de troca de equipamentos;

– Higienizar as mãos com álcool gel 70% em cada parada ou logo após trechos com obstáculos ou de “escalaminhada”, em que seja necessário apoiar as mãos em alguma superfície (rocha, árvore e raiz, entre outras);

– Embale corretamente e descarte resíduos contaminantes, como máscaras e luvas, fora do Parque Nacional e seguindo as normas municipais.

OBS: O Parque Nacional da Chapada Diamantina não possui guaritas ou controles de acesso, portanto, o limite de visitantes a seguir é uma sugestão para que profissionais de turismo e visitantes contribuam para o mínimo impacto e realizem uma visitação segura.

*Ao final da matéria você pode encontrar um link com todas as 50 atrações do parque nacional listadas e suas devidas informações. 

3 – PARQUES MUNICIPAIS

Os parques municipais também são unidades de conservação e seguem abertos com a exigência do uso dos protocolos de saúde.
Exemplos de atrativos municipais: Parque Natural Municipal do Riachinho (no Vale do Capão – Palmeiras), Parque Municipal do Morro do Pai Inácio (em Palmeiras), Parque Municipal da Muritiba (onde fica o Serrano, em Lençóis), Parque Municipal Sempre Viva (em Mucugê), Parque Natural Municipal do Espalhado (onde fica o Buracão, em Ibicoara) e Parque Natural Municipal Rota das Cachoeiras (em Andaraí).

MORRO DO PAI INÁCIO (Palmeiras)

Aberto todos os dias de 9h às 17h.

Morro do Pai Inácio – Foto: Dill Santos

CACHOEIRA DO BURACÃO (Ibicoara)

Preço: R$ 15

Formas de pagamento: Em espécie e cartão de crédito (na portaria) | Pix e Cartão de crédito pagamento online. Horário máximo de chegada: 15h | Vagas limitadas. Permitido 6 pessoas por grupo (além do guia local obrigatório). Aberto todos os dias das 7h às 14h (sujeito a alterações sem aviso prévio. confira calendário sobre disponibilidade na data escolhida). Tempo de permanência: 1h30 à partir da chegada ao Poço da Gameleira.

Cachoeira Buracão – Foto: Marcio-Papi

4 – PRINCIPAIS ATRAÇÕES PARTICULARES

Poço Encantado (Itaete)

Abertos todos os dias de 8h às 16h, máximo de 12 pessoas por descida. 

Poço Encantado – Foto: Rodrigo Galvão

Poço Azul (Nova Redenção) 

Aberto todos os dias das 8h às 17h

Poço Azul- Foto: Gustavo Dantas

Lapa Doce (Iraquara) 

Aberto todos os dias de 8h às 17h

Lapa Doce – Foto: Açony Santos

Mucugezinho e Poço do Diabo (Lençóis)

Aberto todos os dias de 8 às 17h, com 50% da capacidade

Poço do Diabo – Foto: Branco Pires

Pratinha (Iraquara)

Aberto de 8h às 16h , funcionamento até 17h30 com capacidade reduzida e passeios nas grutas com tempo reduzido. *Vale lembrar que é responsabilidade de todos manter o distanciamento social, bem como utilizar máscaras e álcool gel. 

Pratinha – Foto: Açony Santos

5 – AEROPORTOS E RODOVIÁRIAS: 

VOOS: O Aeroporto de Salvador segue aberto 24h para pousos e decolagens. O Decreto que institui medidas restritivas na Bahia autoriza o funcionamento de terminais aeroviários, garantindo os serviços essenciais aos passageiros.

O Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, retomou suas operações normalmente em janeiro de 2021.

O Aeroporto Horácio de Matos, em Lençóis, está funcionando, porém sem vôos comerciais. A retomada destes é em 28 de Outubro. As passagens aéreas para as rotas já estão disponíveis no site Voeazul . Os voos terão bilhetes a partir de R$ 329,80*. Inicialmente, a companhia irá operar duas frequências semanais de Lençóis para BH, às quintas e sábados.

O Aeroporto de Mucugê foi inaugurado em junho deste ano. A frequência semanal é todas as quintas e domingos, saindo do Aeroporto Internacional de Salvador às 13h00 e chegando às 14h25. A saída de Mucugê é às 15h00 e o pouso de volta em Salvador às 16h25, ou seja, a duração da rota é de 1 hora e 25 minutos. 

ÔNIBUS: As principais linhas de ônibus que conectam a capital Salvador, Vitória da Conquista e municípios da Chapada Diamantina estão com suas operações normalizadas, seguindo com os protocolos de saúde.

Tem casos de Covid-19 na Chapada Diamantina?

Infelizmente, sim. A maioria dos municípios turísticos tem apresentado boletins diários em suas redes sociais. Você também pode acompanhar os casos através do Portal Geocovid, onde qualquer cidadão pode ver o número de casos por município.

Informe-se antes de viajar

Confira abaixo uma lista de telefones úteis para que você evite sair de casa sem informações precisas e atualizadas acerca da circulação dentro da Chapada Diamantina, seja turística ou com outros objetivos:

Aeroportos e Rodoviárias

Aeroporto Glauber Rocha – Vitória da Conquista  (77) 3424-0546

Aeroporto Horácio de Matos – Lençóis (75) 3625-0026

Aeroporto Internacional Dep. Luis Eduardo Magalhães – Salvador  (71) 3204-1000

Rodoviária de Salvador (71) 3616-8357 / 8300

Rodoviária de Vitória da Conquista (77) 3423-1724

Empresas de ônibus

Emtram – www.emtram.com.br / 0800 55 0220

Rápido Federal – www.realexpresso.com.br

Real Expresso – www.realexpresso.com.br

Viação Cidade Sol – www.viacaocidadesol.com.br

Instituições públicas

Bahiatursa (71) 3116-6814

Disque Bahia Turismo  (71) 3103-3103

Parque Nacional da Chapada Diamantina: (75) 3332-2418 / 2310 ou [email protected]

Prefeituras municipais

Andaraí (75) 3335-2119 / 2456

Barra da Estiva (77) 3450-1616

Ibicoara (77) 3413-2199 / 2374

Iramaia: 77 3412-2129

Iraquara (75) 3364-2105

Itaberaba: (75) 3251-1925

Itaetê (75) 3320-2121 / 2127

Ituaçu: (77) 3415-2418

Lençóis (75) 3334-1121 / 1378

Morro do Chapéu (74) 3653-1054

Mucugê (75) 3338- 2143 / 98149-1097

Nova Redenção (75) 3345-2125

Palmeiras (75) 3332-2211

Piatã (77) 99177-8962 / 99133-7495

Rio de Contas (77) 3475-2614 / (71) 98445-3333

Ruy Barbosa (75) 3252-1043 / 99830-0649

Seabra: (75) 3331-1421/22

Associações de Condutores de Visitantes

ACVA – Andaraí (75) 98127-7861

ACVI-Itaetê  (75) 99162-1911

ACVIB-Ibicoara (77) 3413-2385

ACVL-Lençóis  (75) 3334-1425

ACVM-Mucugê  (75) 98292-8121

ACVVC-Vale do Capão (75) 3344-1087

Associação Altitude Ambiental – Piatã (77) 99107-1701

Associação Bicho do Mato-Ibicoara (77) 99121-6439

Ass. Radical Chapada – Ibicoara  (77) 98140-7596

Agendamento de visitas às comunidades tradicionais de Barra da Estiva

Gilmar Ginete (77) 9936-3024

Reinaldo Moitinha (77) 8121-3462

Planeje sua viagem

Fique ligado(a) em nosso Facebook e nosso Instagram, para saber de todas as novidades acerca do funcionamento turístico da Chapada. Você pode planejar sua viagem com toda informação por meio da oitava edição do Guia Chapada Diamantina, cheia de novidades e conteúdos exclusivos, além de mapa e FRETE GRÁTIS para todo o Brasil.

Se quiser conferir cada uma das 50 atrações do Parque Nacional que não estão listadas na matéria e suas restrições, cheque o link: https://bit.ly/3ivkpwo

*Todas as informações listadas nesta matéria foram coletadas com as Secretarias de Turismo de cada cidade até o dia 10/8/2021. 

Publicidade
Publicidade