O charmoso povoado é um distrito de Andaraí e está erguido em uma montanha rochosa que se abre para o vale do Rio Paraguaçu. Há dois acessos a partir da BA 142, o mais próximo de Andaraí (14,1 km) é por estrada de pedras, e o outro de Mucugê (22,1 km) tem estrada não pavimentada. Nos dois acessos, a baixa velocidade compõe a aventura chegar à vila, onde está um dos mais belos sítios históricos do garimpo na Chapada Diamantina. A visita ao bairro Luís dos Santos permite imaginar a grande ocupação garimpeira no século XIX. No caminho para as ruínas, a Galeria Arte e Memória expõe utensílios do garimpo e obras de arte Contemporâneas. Suas ruínas integram o Parque Urbano local. Em outra área fica a Reserva Natural da Manga do Céu, com afloramentos, jardins rupestres, área de montanhismo e antigas minas. 

Com seis cachoeiras ao seu redor, Igatu tem banhos de rio e visuais fantásticos. Destaca-se ainda como destino para escalada e boulder. As festas de São João, São Sebastião e o Festival de Música de Igatu são destaques no calendário de eventos. Na década de 1980, o conjunto de bens de Igatu foi tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Não existe transporte coletivo regular para a vila, agências de turismo fazem o transfer pras demais cidades. Outra opção é a locação de um carro.

Publicidade
Publicidade