Planeje sua viagem

Perguntas Frequentes

Qual a melhor época?
Não existe melhor época para viajar para a Chapada Diamantina. O clima semiárido, com sol durante todo o ano e poucos períodos de chuva, contribui para viajar em diversos períodos. Dica: Muitos atrativos realizam controle de visitantes, por isso, se puder, evite os feriados prolongados. Caso esta seja sua única opção, é possível buscar roteiros alternativos. Você encontrará dezenas de opções neste Guia.

O que fazer?
A região é mundialmente conhecida por suas inúmeras belezas naturais: rios, cachoeiras, grutas e morros, com opções que preenchem férias inteiras. Além disso, as cidades, os distritos e as comunidades históricas são cheias de lembranças da época do garimpo, com casarões coloniais e ruas de pedras, que dão um toque cultural e histórico à viagem. Você verá também que durante todo o ano são realizados eventos esportivos e culturais

Em qual cidade devo ficar?
A cidade de Lençóis oferece o maior número de leitos, restaurantes, agências de turismo e aeroporto com voos regulares vindos de Salvador, São Paulo e Belo Horizonte. O Caeté-Açu (Vale do Capão) também é um dos locais mais preparados da região para receber turistas. Outras localidades, como os municípios de Mucugê, Andaraí, Ibicoara, Rio de Contas e o distrito de Igatu, também dispõem de boas opções e dão acesso a diversos atrativos do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Dica: Antes de reservar hospedagem em apenas uma cidade, pesquise o que mais deseja conhecer, pois geralmente os atrativos fi cam distantes um do outro. Escolher os locais certos para se hospedar evitará que você perca tempo na estrada.

Por que contratar um guia de turismo local?
A enorme área silvestre da região torna imprescindível que você esteja acompanhado por alguém que a conheça bem e tenha treinamento em primeiros socorros. Além disso, esse profi ssional pode enriquecer sua viagem com informações sobre a fauna, fl ora, geologia e história. Procure-o apenas nas agências de turismo e Associações de Condutores de Visitantes (ACVs) e peça referência sobre a sua atuação. Não contrate menores de 18 anos; essa prática é proibida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Quantos dias devo ficar?
O tempo mínimo indicado é de quatro dias e o ideal é pelo menos sete, período necessário para conhecer os pontos turísticos mais famosos

Preciso ter preparo físico?
Os passeios têm diferentes níveis de difi culdade. Guias ou agências de turismo poderão avaliar quais atrativos você está apto a visitar. Detalhes como roupas, alimentos e acessórios adequados podem contribuir para seu desempenho. Não deixe de informar a quem contratou se possui alguma restrição ou problema de saúde. Dica: Se você planejar sua viagem com antecedência, poderá treinar caminhadas diárias. Isso te deixará mais preparado para os passeios, além de promover resistência para encarar trilhas mais avançadas

Como são organizados os roteiros?
Um dia: Geralmente são realizados das 8h30 às 18h e visitam mais de um atrativo turístico, que podem ser de fácil acesso, com caminhadas leves, ou trilhas longas, de maior nível de esforço físico. Roteiros com pernoite: Levam em média de dois a quatro dias, com pernoite em cidades diferentes ou acampamento na trilha.

Publicidade
Publicidade