Notícias

Conheça os fotógrafos do Guia Chapada Diamantina #08

Paisagens, cultura, fauna, flora, científicas, cotidianas, panorâmicas e aéreas: a oitava edição do Guia Chapada Diamantina chegou com 228 fotos incríveis para que você conheça os visuais mais alucinantes da região.
Isso só acontece graças a uma rede muito importante profissionais e apaixonados pela fotografia e, é claro, pela Chapada Diamantina!
Criamos este conteúdo para que você conheça um pouco mais sobre os fotógrafos que colaboraram nesta edição e também veja outros registros deles.

Açony Santos
Açony é um parceiro de longuíssima data do Guia Chapada Diamantina. Já fez parte da nossa equipe e está constantemente envolvido com nossas principais pautas sobre a Chapada Diamantina. Nascido em Lençóis, trabalhou por três anos na editora Flora, onde começou a ter contato com comunicação visual.
Estudou Design Gráfico em São Paulo, onde trabalhou por três anos com produção de artes gráficas e como técnico de fotografia.
Já ministrou aulas de fotografia em cursos do Pronatec e Senac Lençóis e hoje é um dos fotógrafos com maior acervo de imagens da Chapada Diamantina. Também é fotógrafo profissional e cogestor do Pessoas pela Chapada.
O trabalho de Açony você pode conferir pelas páginas do Instagram:  @acony e @pessoaspelachapada

Cânion do Rio Paraguassu. Foto: Açony Santos

Rui Rezende
O trabalho de Rui Rezende traduz muito mais que o anseio pela perfeição técnica. Suas imagens revelam uma nova perspectiva de arte e tocam sensorialmente quem as contempla. As fotografias desse artista humanizam, modernizam e embelezam cada espaço que ocupam.
O trabalho de Rui Rezende você pode conferir pelo Instagram: @ruirezendefotos

Cachoeira do Ramalho, em Andaraí. Foto: Rui Rezende

Dmitri de Igatu
Natural de Salvador, Dmitri vive em Igatu há muitos anos, onde estabeleceu-se como guia de turismo, fotógrafo e artista plástico. Seu acervo de imagens da Chapada Diamantina é imenso, mas seu trabalho vai muito além da Chapada. No Instagram de Dmitri, você pode se deleitar com fotos maravilhosas dos principais Parques Nacionais brasileiros, além de outros lugares do mundo, como Patagônia e Himalaia.
Veja mais fotos de Dmitri de Igatu no Instagram: @dmitrideigatu

Cachoeira da Califórnia, em Igatu. Foto: Dmitri de Igatu

Thalison Ribeiro
“Moro na cidade de Mucugê e há mais de 10 anos trabalho como guia de turismo. De uns anos pra cá, me apaixonei pelo turismo de observação de aves, atividade que façoem Mucugê e em toda a região da Chapada Diamantina. Dentro da fotografia de natureza, minha especialidade é a fotografia de aves, que requer muita paciência e uma certa habilidade para identificar, localizar e fotografar as aves no seu habitat.”
O trabalho de Thalison você pode conferir pelo Instagram: @r_thalison

Beija-flor gravatinha vermelha (Augastes lumachella). Foto: Thalison Ribeiro

Lu Puigross
Lu começou a fotografar aos 17 anos, por prazer. Depois deste longo período trabalhando com fotografia de moda, ela passou a ter maior interesse por fotos naturais, com menos maquiagem, produção e tratamentos de Photoshop.
Chegou à Chapada Diamantina em 2015 e logo engravidou de Tao. Durante o puerpério, entre as fotos que tirava de seu bebê, brincava de autorretrato. Vendo-se ali crua, despida e natural, gostou de como se sentiu, especialmente num momento em que muitas mulheres se sentem exaustas, solitárias e esteticamente abreviadas. Esse foi o gatilho que a fez querer levar esta experiência a outras mulheres.
Há alguns anos, vem desenvolvendo um trabalho que ela mesma chama de “um banho de autoestima e empoderamento através da fotografia”. Ela clica mulheres comuns – muitas vezes nuas -, à vontade em sua plenitude, integradas aos rios, às matas e às rochas da Chapada Diamantina.
Conheça o projeto de Lu no Instagram: @lu.puiggros

Massagem ayurvédica na Chapada Diamantina. Foto: Lu Puigross

Tarciso Albuquerque 
Sua paixão por fotografia começou no natal de 2008, com a compra da primeira máquina fotográfica e os registros de belos e saudosos momentos.
Com o tempo, aprendeu que a fotografia não se resume a boas fotos, mas se amplia com o olhar da alma, capaz de traduzir uma inspiração e gerar sentimentos àqueles que se propõem a se deter um pouco mais, a perceber a arte como retrato da vida, do cotidiano das pessoas e cidades.
Acompanhe Tarciso Albuquerque pelo Instagram:@tarcisotsa

Centro de Andaraí. Foto: Tarciso Albuquerque

Dill Santos
“Iniciei na fotografia em 2008 pois sempre gostei do áudio visual e senti a necessidade de desenvolver algo pra trabalhar dentro do que gostava. A cidade era carente desses serviços e um dos maiores motivos foi usar a fotografia pra divulgar a cidade e seus atrativos turísticos. Aprendi tudo na prática pois na época não conhecia nenhum fotógrafo que pudesse me auxiliar. Comprei a primeira máquina, uma Nikon D40 e comecei a fotografar um pouco de tudo, paisagens, insetos, etc, e quando já conseguia entender alguns comandos me aventurei a fotografar pequenos aniversários, reuniões e eventos na rua. A internet também foi fundamental pra pesquisas e aprender um pouco mais sobre fotografia. Hoje tenho como preferência a fotografia de natureza e eventos.”
Dill Santos gerencia algumas páginas no Instagram, confira: @dillsantosfotografia ; @viachapadadiamantina ; @turismopalmeiras

Festival de Jazz do Capão. Foto: Dill Santos

Leonardo Pereira
“Sou de Juiz de Fora – MG e adoro viajar o Brasil e o mundo e compartilhar tudo em meu Instagram.
Adoro usar o drone para captar o local com uma perspectiva diferente.
Fui somente uma vez na chapada Diamantina, porém foi uma viagem especial. A beleza da chapada me encantou e pretendo voltar em breve.
O instagram do Leonardo é: @leonardopereira1

Gruta da Pratinha, em Iraquara. Foto: Leonardo Pereira

Marcelo Issa
Quando se rendeu às maravilhas da Chapada Diamantina há pouco mais de 6 anos e saiu de Salvador, o jornalista e andarilho Marcelo Issa buscava se conectar com a natureza real. Acabou encontrando isso no Vale do Capão, onde desenvolveu o projeto Photrilha, que leva turistas de todos os lugares pra fazer trilhas fotografadas. A ideia é fazer com que as pessoas vivam intensamente esses momentos com a natureza, completamente despreocupadas com os registros, já que além de ajudar nessa conexão delas com a natureza, Marcelo eterniza esse encontro com um olhar bem espontâneo através de suas fotos. Marcelo Issa além de jornalista é também pós graduado em Redes sociais digitais.
O trabalho de Marcelo Issa você pode conferir pelo Instagram: @marceloissa_photrilha

Rio Preto, no Vale do Capão. Foto: Marcelo Issa

Márcio Cabral
Marcio Cabral é um geógrafo e fotógrafo brasiliense, apontado como um dos maiores especialistas em fotografias de paisagens e subaquáticas no mundo. Começou a fotografar profissionalmente em 1996 e especializou-se em fotografia de paisagem.
Ao longo destes anos, ganhou um grande reconhecimento em sua vertente, é atualmente o fotógrafo brasileiro mais premiado em competições internacionais, conquistando mais de 100 prêmios incluindo os principais concursos de fotografia no Brasil e Exterior ao longo de sua carreira
Veja mais fotos de Márcio Cabral no Instagram: @marciocabralphotography

Lapa do Bode, em Itaetê. Foto: Márcio Cabral

Zé Henrique Freire
“Sou nativo de Lençóis e conhecido como Zé Henrique Freire, fotógrafo desde a década 80 o que mais gosto de fotografar é a natureza. Trabalho como guia de turismo, formado pelo Ministério do Turismo. Hoje, nessa profissão, pude associar a fotografia de pessoas e fotografia de natureza, as duas coisas que mais gosto de fazer. Uma boa imagem a gente nunca esquece!”
O trabalho de Zé Henrique você pode conferir pelo Instagram: @zehenriquefreire

 

Cachoeira do Mosquito, em Lençóis. Foto: Zé Henrique Freire

Uilami Dejan
“Tenho 23 anos, sou natural de Lençóis e me formei na Associação Grãos de Luz e Griô, onde atualmente dou oficinas de audiovisual, fotografia e história para jovens da comunidade. Amo fotografar a natureza da Chapada e suas expressões culturais.”
O trabalho de Uilami Dejan você pode conferir pelo Instagram: @uilami.dejan

Folia de Reis em Lençóis. Foto: Uilami Dejan

Túlio Saraiva
“Baiano natural de Cachoeira, escolhi Lençóis para viver, trabalhar e criar minhas filhas. Divido meu tempo entre ser empresário no ramo de café/alimentação e essa paixão que é a fotografia. Me dedico a fotos de paisagem, da natureza e atuo fortemente na divulgação do turismo na Chapada Diamantina como uma retribuição por tudo que esse lugar maravilhoso proporciona a mim e minha família. Também faço fotos  comerciais para revistas, sites de pousadas, hotéis, agências e outras demandas.
Boa parte do trabalho de Túlio Saraiva você acompanha em seu Instagram: @chapadadiamantina_nationalpark

Caldeirões do Serrano, em Lençóis. Foto: Tulio Saraiva

Paulo Henrique de Oliveira
Natural de BH, desde a adolescência teve familiaridade com as filmadoras VHS e VHS-C. Sabe aquele parente que andava com uma câmera para cima e para baixo? Era ele. Em 2011 comprou sua primeira DSLR e passou a fotografar e filmar por hobby. Aprendeu as técnicas pela revista “Digital Photographer Brasil” e pela internet. As práticas aconteciam em shows, festas e, posteriomente, casamentos e ensaios de gestantes.
Em 2016, tornou-se delegado e mudou-se para Piatã. Hipnotizado pela beleza natural e peculiar da região, fez muitas fotos de paisagens, passando a utilizar drone, Gopro e Osmo, contribuindo com imagens para todas as redes de TV que passaram por Piatã nos últimos anos.
Veja o Instagram de Paulo Henrique: @paulaohdo

Cachoeira Lavra Velha, em Rio de Contas. Foto: Paulo Henrique de Oliveira

Ramana Schulze
Nativo de Piatã, além de agricultor e cozinheiro, Ramana também é fotógrafo autodidata e tem a natureza e a cultura local como grandes fontes de inspiração para compor suas fotografias. Descobriu ainda cedo, aos 18 anos, sua paixão por retratar as beleza naturais da Chapada Diamantina e desde então não parou mais.
Outros trabalhos de Ramana podem ser vistos no Instagram: @ramana_schulze

Panorâmica do mar de morros de Piatã. Foto: Ramana Schulze

Bill Lima
William Lima vive em Seabra, onde atua como médico ginecologista e obstetra. Apaixonado pela natureza e pela fotografia, William tem um acervo muito bom de fotos de grutas e cavernas em seu Instagram. Afinal, William é da família de Simpliciano de Oliveira Lima Filho, ou simplesmente “Lima”, fundador da Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBAE), que há 30 anos estabeleceu-se como uma referência entre espeleólogos de todo o país, quando o assunto são as grutas da Chapada Diamantina. Atualmente, a família Lima é guardiã do complexo da Lapa Doce, em Iraquara.
Veja mais fotos de Bill Lima no Instagram: @bill_lima_fotografia

Pintura rupestre na gruta Lapa do Sol, no complexo da Lapa Doce, em Iraquara. Foto: Bill Lima

Uesglei Santos Silva
Para Uesglei, fotografar é um hobby que lhe permite olhar a vida por um novo ângulo. Foi esta razão que também o impulsionou a adquirir drone: alcançar ângulos que não podemos ver a olho nu e também possibilitar a sensação de voar.
“Para mim, a Chapada é mágica. Nos dá o contato puro com a natureza e com nós mesmos, além de nos permitir sair um pouco do modo automático” disse o fotógrafo.
Veja mais imagens de Uesglei em seu Instagram: @uesglei_silva

Cachoeira do Ferro Doido, em Morro do Chapéu. Foto: Uesglei Silva

Roberto Furtado
Morador de Morro do Chapéu desde 2008, é sou fotógrafo há quase 50 anos. Atualmente, dedica-se à fotografia de paisagens, com paixão pelas fotos de longa exposição, já que considera fantástica a mesclagem da luz natural com a luz artificial.
Acompanhe o Roberto Furtado no Instagram: @bob.furtado

Gruta dos Brejões, em Morro do Chapéu. Foto: Roberto Furtado

Breno Caires
“Fotografo há mais de 8 anos. Procuro fazer de cada foto uma arte que expresse sentimentos e histórias a serem contadas. A fotografia pra mim é mais que uma paixão, é a possibilidade de me comunicar através das lentes. Seja na natureza, em cenas cotidianas ou momentos vividos, cada detalhe para mim é fundamental, por isso me intitulo Breno Caires, fotógrafo de emoções.”
O trabalho de Breno Caires você pode acompanhar no Instagram: @clicstudio.fotografia

Comunidade quilombola de Barra da Estiva. Foto: Breno Caires

Gil Almeida
“Nasci na zona rural de Morro do Chapéu. A fotografia está presente em minha vida desde os 18 anos e já fui fotógrafo e cinegrafista em rádios e sites da região.
Aprendi a fotografia através de muita leitura e do contato com colegas e amigos mais experientes, que tiveram paciência para me orientar sobre como conseguir boas fotos e também sobre como ser um profissional. Continuo aprendendo tudo isso até hoje. Atualmente atuo como fotógrafo, guia de turismo e assessor técnico da SECULT – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Morro do Chapéu”
O trabalho de Gil Almeida você pode conferir pelo Instagram: @gilalmeidaproducoes

Vila do Ventura, em Morro do Chapéu. Foto: Gil Almeida

Hugo Coelho
Nascido em João Pessoa-PB, Hugo atualmente reside em Salvador-BA. Desenvolveu sua paixão pela fotografia desde a época da graduação em ciências biológicas, onde o contato com a natureza potencializou seu olhar fotográfico, principalmente no registro de animais silvestres em seu habitat, o que o rendeu algumas vitórias em concursos fotográficos. Já formado, a profissão de biólogo continuou favorecendo a captura de imagens diferenciadas com a utilização de drone. É um visitante assíduo da Chapada Diamantina e a cada visita tenta desafiar-se, adotando uma estética que busca captar o belo e agradar cada admirador(a) de suas fotografias.
Veja o trabalho de Hugo Coelho no Instagram: @hugoeacoelho

Buraco do Possidônio, em Morro do Chapéu. Foto: Hugo Coelho

Joabe Soares Silva
“Sou fotógrafo há 20 anos e me especializei em casamentos e eventos sociais. Meu primeiro trabalho fotográfico de casamento foi na Chapada Diamantina, na cidade de Ibicoara, quando eu tinha apenas 15 anos. Sempre fui apaixonado pelo rico cenário de montanhas e cachoeiras da Chapada, então me mudei para a cidade de Barra da Estiva, onde morei por 10 anos.
Atualmente moro em Vitória da Conquista, onde eu tenho uma produtora de fotos e filmes, atendendo pessoas de várias regiões. A maioria de meus clientes sonham em realizar o ensaios pré-wedding e cerimônias na Chapada Diamantina, e procuro realizá-los com primor.”
Acompanhe o trabalho de Joabe pelo Instagram: @cine_joabesoares

Cachoeira do Bom Jardim, em Barra da Estiva. Foto: Joabe Soares Silva

Ítalo Paiva
“Entrei no mundo da fotografia quando eu tinha apenas 16 anos, foi algo inimaginável até mesmo porque pra mim aquilo era apenas uma descoberta, porém aos poucos eu fui me apaixonando cada vez mais pela fotografia e hoje estou aqui, fotógrafo inúmeras pessoas desde a eventos até retratos, amo o que faço, me inspiro em coisas simples e amo criar coisas novas! Com uma tecnologia tão avançada podemos ir além do que imaginamos e isso me enche de ideias cada vez mais.”
Encontre o Ítalo no Instagram: @ipfotografia_

Comércio local em Piatã. Foto: Ítalo Paiva

Bateu a curiosidade? Peça seu Guia Chapada Diamantina #8 com FRETE GRÁTIS
Atrativos, fotos, dicas, roteiros e muito mais em nosso Guia Impresso. Ganhe gratuitamente um pôster com o mapa do Parque Nacional. Aproveite o frete grátis para todo o Brasil! Corra, é por tempo limitado.

Guia Chapada Diamantina oitava edição

 

 

Publicidade
Publicidade