Notícias

A Chapada Diamantina do alto

Nssa equipe, acompanhada do fotógrafo Açony Santos, fez um vôo de helicóptero, durante um voo de monitoramento – parte da campanha de prevenção a incêndios florestais, a convite do 11º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. Podemos dizer que foi um sonho realizado que iremos compartilhar com vocês em uma série de 14 fotos alucinantes, que confirmam o quanto nossa Chapada Diamantina é grandiosa e encantadora, por todos os ângulos. Vem com a gente!

Preparação para o vôo. Foto: Açony Santos.

Vale do Pati

O cantinho especial da Chapada Diamantina, aclamado por especialistas em trekking como a caminhada mais bonita do Brasil, exibe seu mar de morros e seus rios: os itens essenciais que o tornam lindo e encantado!

Mar de Morros, Vale do Pati. Foto: Açony Santos.

 

Gerais do Rio Preto, Vale do Pati. Foto: Açony Santos.

Cachoeirão, no Vale do Pati

Uma das principais atrações do Vale do Pati. Com seus 270 metros, é a segunda maior cachoeira da Chapada Diamantina, atrás somente da Fumaça, com 360 metros. Em épocas de cheia, ela pode ter dezenas de quedas!

Cachoeirão, Vale do Pati.

Planeje sua viagem com o Guia Chapada Diamantina, sétima edição!

Rio Paraguaçu

O principal rio baiano nasce no município de Barra da Estiva, a 1.200m de altitude, percorrendo cerca de 600km até sua foz, passando por dezenas de municípios antes de desaguar na Baía de Todos os Santos.

O rio possui trechos navegáveis – utilizados desde a colonização no século XVI, além de trechos de “praia” e diversas quedas dágua como as fotos abaixo, registradas nas proximidades do município de Andaraí.

Rio Paraguaçu, em Andaraí. Foto: Açony Santos.

 

Rio Paraguaçu, em Andaraí. Foto: Açony Santos.

 

Praias do Rio Paraguaçu, em Andaraí. Foto: Açony Santos.

Morro do Camelo e Morrão, em Palmeiras

Esta área é a responsável pelas imagens clássicas da Chapada Diamantina, onde estão os morros mais famosos da região: Morro do Camelo, Morrão, Pai Inácio, Três Irmãos, entre outros.

Abaixo, temos o Morro do Camelo em duas perspectivas. Na primeira, dá pra ver também o Morrão ao fundo. Na segunda, é possível ver o povoado de Conceição dos Gatos. A terceira foto é do esplendoroso Morrão.

 

Morro do Camelo e Morrão. Foto: Açony Santos.

 

Conceição dos Gatos e Morro do Camelo. Foto: Açony Santos.

 

Morrão. Foto: Açony Santos.

 

Rio Pratinha, em Iraquara.

Um dos atrativos mais visitados da Chapada chama atenção pela coloração de suas águas, onde é possível fazer fotos subaquáticas maravilhosas. Visto de cima, impressiona do mesmo jeito.

Rio Pratinha. Foto: Açony Santos.

 

Rio Pratinha. Foto: Açony Santos.

Vale do Capão, distrito de Palmeiras.

Localizado no limite do Parque Nacional da Chapada Diamantina, ele é mais do que um santuário ecológico: é um lugar fascinante! O clima de esoterismo e paz está presente no dia a dia da comunidade e foi trazido por jovens ainda embalados pelos sonhos dos anos 70. Hoje, muitas pessoas continuam chegando dos grandes centros urbanos e até de outros países, à procura de autoconhecimento, espiritualidade, contemplação e uma vida mais sustentável.

Aqui, bem no centro da foto, podemos ver a vila enquanto rola a feira.

Vale do Capão. Foto: Açony Santos.

 

Município de Mucugê

Rodeada por montanhas, como podemos ver, foi neste município que apareceram os primeiros diamantes da Chapada Diamantina, em 1844. A cidade é tombada como patrimônio nacional pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e foi construída nas margens da Serra do Sincorá.

Mucugê. Foto: Açony Santos.

Serra do Sincorá, face oeste.

A Serra do Sincorá é composta por um conjunto de serras menores (Cravada, do Sobrado, do Lapão, do Veneno, do Roncador ou Garapa, do Esbarrancado, do Rio Preto entre outras). Com 80 km de extensão, sua altitude varia entre 800 e 2000 metros de altitude, formando os vales e cânios de diversos municípios e vilas turísticas, como Andaraí, LençóisMucugê e Igatu.

Serra do Sincorá, face oeste. Foto: Açony Santos.

 

Agradecemos especialmente ao fotógrafo Açony Santos pelos registros e pela parceria de sempre e ao Corpo de Bombeiros pelo passeio. =)

Publicidade
Publicidade