Notícias

sexta-feira, 20 janeiro, 2012 às 11:06 | Atualizado em: 20 janeiro, 2012 às 11:06

Parque Nacional da Chapada Diamantina



Em 1985, através do Decreto Nacional nº 91.655, foi criado o Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) para a preservação das belezas cênicas do local. Porém, o grande objetivo da manutenção do parque está na preservação das suas nascentes e de um banco genético importantíssimo para a pesquisa científica e para a conservação da biodiversidade. De acordo com o coordenador da unidade de conservação, Christian Liel Briilintk, foram catalogadas no Parque 200 espécies vegetais endêmicas e 50 animais.   Atualmente o PNCD é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação Ambiental, uma autarquia ligada ao Ministério do Meio Ambiente, que trabalha exclusivamente em prol das áreas de preservação e possui duas linhas básicas de atuação: a fiscalização e a pesquisa.

Porém, a conscientização da população também tem sido uma das frentes de trabalho realizadas em parceria com os movimentos ambientalistas. Nos últimos anos, a sociedade civil tem se organizado significantemente para a proteção do lugar. Um dos exemplos está no GAP (Grupo Ambientalista de Palmeiras) e no GAL (Grupo Ambientalista de Lençóis). Além do apoio dado pelas 14 brigadas voluntárias e pelas ACVs (Associações de Condutores de Visitantes) espalhadas pelos municípios ao redor do parque. Junto a órgãos públicos como o INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), uma das ações do instituto tem sido a regularização fundiária. Fazendeiros e até comunidades tradicionais estão desapropriando o local, de forma pacífica, para contribuir com a sua preservação.

Trabalho coletivo

Cuidar de um paraíso do tamanho do Parque Nacional da Chapada Diamantina não é tarefa fácil. Além do mais, é tarefa de todos nós. Os órgãos e entidades ligados à preservação da área tem lançado campanhas de conscientização para que a comunidade e o turista também tenham esse compromisso. Qualquer pessoa que testemunhar algum incêndio ou irregularidade no PNCD e em seus arredores deve denunciar. Anote aí os telefones:

Instituto Chico Mendes (24h) (75) 3332-2229 / 3332-2420
Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis – BRAL (24h) (75) 9802-7166
Bombeiros (24h) 193

[nggallery id=25]

espetáculo de Teatral Grand Théâtre: Pão e Circo”, ganhador do premio Braskem de melhor atriz para Carolina Kahro, depois das apresentações em Caetité, Camaçari, Amargosa e Santo Amaro, o espetáculo de Teatro Físico chega agora a Chapada Diamantina, com apresentações nos dias 10 e 11 de Outubro, no Circo do Capão, no Vale do Capão. Neste feriadão, para quem tiver afim de uma programação mais completa pode assistir o espetáculo no Capão e depois curtir o Festival de Lençóis.

O espetáculo tem direção, texto e atuação de Carolina Kahro, Áudio-Visual de Clarissa Ribeiro, Trilha Sonora Original de Leonardo Bittencourt, Projeto de Luz de Pedro Benevides e adaptação de Luz de Emillie Lapa – uma Produção da Manada

Será também oferecido um Workshop de Teatro Físico, totalmente gratuito, com a atriz e diretora premiada Carolina Kahro, para estudantes ou profissionais de artes cênicas (atores, dançarinos artistas circense, etc). Aos interessados, as inscrições estarão acontecendo no Circo do Capão. Informações: (75) 3344 – 1151. Vagas limitadas.

Projeto contemplado pelo edital Jurema Penna do fundo de cultura do Estado da Bahia,

Mais informações: (71) 33840457 / 91721853

http://manadaconfraria.blogspot.com/

http://www.flickr.com/photos/clararibeiro/sets/72157606823880723/show/



Mais redes sociais:

Conte pra nós

O que você gostaria de fazer na Chapada Diamantina?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Previsão
do tempo