Notícias

Senhor dos Passos exalta a memória garimpeira de Lençóis

A FESTA

Por: Sociedade União dos Mineiros

A Festa de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos, Padroeiro dos Garimpeiros, é uma manifestação religiosa e cultural da comunidade de Lençóis que desde os seus primórdios, no século XIX, foi organizada pelos garimpeiros.
A partir de 1927 passou a ser presidida pela Sociedade União dos Mineiros (SUM), entidade fundada para dar assistência aos garimpeiros e promover a sua noite no novenário em louvor a Senhor dos Passos.
A devoção data da chegada da imagem de Jesus Cristo carregando a cruz, em 02 de fevereiro de 1852, quando foi conduzida por garimpeiros do porto do Rio Santo Antônio até a cidade de Lençóis.
Desde então, a festa ocorre anualmente, sempre no período de 23 de janeiro a 02 de fevereiro, sendo o principal evento religioso do município e o momento no qual as manifestações da cultura popular local têm a sua expressão maior.

Foto: @rgrillofotografia

 

A festa dura dez dias, iniciando-se com a lavagem da escadaria da Igreja de Nosso Senhor dos Passos pelo grupo de Baianas, que sai da sede da SUM em cortejo acompanhado pela Phylarmônica Lyra Popular de Lençóis, pela Marujada, membros da sociedade e pelo público em geral. A programação conta com alvoradas e repicares do sino às 5h da manhã, seguida de passeata liderada pela Lyra Popular pelas principais ruas do centro histórico da cidade. À noite são realizadas as novenas, sendo   as primeiras dedicadas às crianças, jovens e casais e as duas últimas aos artistas, e aos garimpeiros.

Foto: @rgrillofotografia

A noite mais esperada de todas é a dos garimpeiros que é organizada pela SUM. Os preparativos começam três meses antes, com a confecção das bandeirinhas e bandeirolas feitas com papel de seda recortado no formato de uma enxada – principal ferramenta usada pelos garimpeiros –  e colado em varetas retiradas do caule de uma planta nativa.  As varetas são coletadas pelos associados da SUM nos campos rupestres das serras próximas a Lençóis e levadas para a sede da sociedade, onde são raspadas e cortadas no tamanho adequado, com cerca de 50 centímetros. O corte do papel de seda é orientado por um dos associados mais velhos, que acompanha o trabalho feito em mutirão. O ritmo de produção aumenta na medida em que se aproxima a data da festa. Ao todo são produzidas cerca de 1.500 bandeirinhas para serem distribuídas na alvorada dos garimpeiros e na procissão. As bandeirolas, no mesmo formato, são coladas em cordões do tipo mais frágil para que possam ser facilmente partidos pela cruz de Senhor dos Passos na passagem da procissão. O corte do cordão das bandeirolas pela imagem de Senhor do Passos é aguardado com expectativa pelos fiéis que vêm neste fato um sinal de bons presságios.

Foto: Renata Reis

Um dos momentos mais especiais da festa começa na noite do dia 31 de janeiro quando os membros da SUM se juntam para decorar o adro da Igreja de Senhor dos Passos e as ruas do centro de Lençóis por onde será levada em procissão a imagem de Senhor dos Passos, no dia 02 de fevereiro. A decoração das ruas termina nas primeiras horas da manhã quando se estouram foguetes para a alvorada dos garimpeiros que é animada pela Phylarmônica Lyra Popular de Lençóis. Sob os primeiros raios de sol a passeata parte da frente da igreja e percorre as ruas do centro ao som da Canção do Garimpeiro e se encerra na frente da sede da SUM onde são esperados os discursos do orador da entidade e de convidados para exaltar a memória garimpeira de Lençóis.

Foto: Tiãozinho

No dia 02 de fevereiro uma missa campal é realizada, pela manhã, em frente ao Santuário de Senhor dos Passos, com a presença do bispo da Diocese de Irecê, dom Tomaso, e à tarde, a procissão de Senhor dos Passos é o momento mais esperado pelos devotos. A Phylarmônica Lyra Popular de Lençóis apresenta-se em traje de gala, bem como os grupos da cultura popular que também tomam posição no cortejo até a igreja. A saída da imagem nos ombros de 10 homens da comunidade é momento de grande comoção, com muitos devotos tentando tocar no andor. O Hino de Senhor dos Passos começa a ser executado neste momento pela Lyra, envolvendo a multidão em um só sentimento de fé e união.

E no dia 03 de fevereiro, a Sociedade União dos Mineiros reúne os seus associados e convidados para a benção em sufrágio da alma dos garimpeiros falecidos. Com este ato, a SUM encerra mais um ciclo de devoção a Senhor dos Passos e retorna às suas atividades cotidianas em defesa da memória garimpeira de Lençóis e da devoção ao seu Patrono.

Foto: @rgrillofotografia

AÇÕES DE SALVAGUARDA DA TRADICIONAL FESTA DE SENHOR DOS PASSOS SÃO REALIZADAS EM LENÇÓIS

Por: Maiza Andrade – Jornalista Drt 1155

A Festa de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos – Padroeiro dos Garimpeiros de Lençóis será contemplada com ações de salvaguarda em projeto da Sociedade União dos Mineiros – SUM com recursos do Programa Aldir Blanc Bahia. O projeto foi selecionado por meio do Chamamento Público 001, Processo Administrativo nº062.2000.2020.0002394-10 e está sendo executado de acordo com o Termo de Fomento 017/2020 firmado entre a Sociedade União dos Mineiros e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia-IPAC.

As ações previstas no projeto destinam-se a fortalecer a festa enquanto momento de maior expressão das manifestações culturais de Lençóis, transmitidas de geração em geração.  “A qualificação dos integrantes dos grupos da cultura popular, a melhoria das suas condições materiais e, sobretudo a difusão da festa em meios impressos e digitais possibilitará que esse bem cultural tão caro aos lençoenses venha a ser mais conhecido e valorizado” afirma o presidente da SUM, Henrique Antônio Ferreira Lima. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura @secultba e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia-IPAC @ipac.ba (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Com recursos da ordem de R$251 mil, o projeto beneficiará 154 pessoas diretamente envolvidas na execução de 17 ações voltadas para a difusão da festa, para a qualificação dos integrantes dos grupos da cultura popular e para a melhoria das condições materiais dos grupos. Serão apoiados os ternos de reis Reisado da Viola e Terno de Reis do Zabumba, a Marujada Barcas em Rios de Lençóis, Grupo das Baianas, Grupo de Capoeira Corda Bamba, o Jarê, além da Phylarmônica Lyra Popular de Lençóis, do Memorial do Garimpeiro e do Santuário de Senhor dos Passos. Serão adquiridos novos figurinos, instrumentos musicais, equipamentos de mídia, imagens sacras, móveis, e produzidos material gráfico e audiovisual, bem como a restauração de partituras musicais.

 

Foto: Acervo SUM

A SUM – Sociedade União dos Mineiros

A Sociedade União dos Mineiros (SUM) é uma entidade civil fundada em 20 de Fevereiro de 1927 na cidade de Lençóis. Com 93 anos de atuação, e reconhecida como entidade de utilidade pública estadual e federal desde 1930, a SUM foi criada com a finalidade de assistir aos seus associados e de organizar a festa do seu Patrono, Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos. Com a proibição da mineração de diamantes na região em 1996, a atividade garimpeira entrou em decadência e teve como uma das consequências a ameaça de continuidade de alguns rituais tradicionais da festa vinculados à entidade dos garimpeiros. A reação da SUM, com apoio da comunidade local, levou à abertura de processos de registro da festa como patrimônio imaterial do Estado e do País, no IPAC e no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), respectivamente.

De acordo com Henrique Lima, o projeto que está sendo executado vem reforçar o desejo da SUM e da comunidade de obter o registro definitivo da Festa de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos – Padroeiro dos Garimpeiros de Lençóis como Patrimônio Imaterial do Estado da Bahia conforme o processo de nº 0607150008540/15. “Com essas ações de salvaguarda da festa também pretendemos consolidar a parceria da SUM com o IPAC iniciada quando da restauração da imagem sacra e do altar de Nosso Senhor dos Passos realizadas em 2018 e 2019, com recursos próprios da entidade no valor de R$ 57 mil.

O projeto Festa de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos – Padroeiro dos Garimpeiros de Lençóis será executado de janeiro a março de 2021 e está sediado nas dependências da SUM, no centro histórico de Lençóis. Todas as informações sobre a parceria IPAC-SUM estão disponíveis no local, bem como no hotsite www.senhordospassoslencoisba.com.br  e nas redes sociais que serão lançadas no dia 1º de fevereiro, dia dedicado aos garimpeiros. A festa  termina no dia 02 de fevereiro com a procissão de Senhor dos Passos. Neste ano, em razão da pandemia do Covid-19 não será realizada a procissão.

#ipac  #patrimônioimaterial #programaaldirblancba  #culturaquemovimenta #FestadoSenhordosPassos #Mineira #SociedadeUniãodosMineiros #CulturaPopular #ChapadaDiamantinaNationalPark  #LençóisBa   #VisiteLençóis   #SentidosdoFestejar

Publicidade
Publicidade