Eu fui

Guilherme e Bruna, de Itatiba/SP

Guia-Chapada-Diamantina-Eu-Fui-Guilherme-e-Bruna-Destaque” Foram 13 dias aproveitando este paraíso chamado Chapada Diamantina; Passamos por várias cidades (Vale Capão, Iraquara, Lençóis, Nova Redenção, Itaetê, Mucugê, Guiné, Andaraí e Ibicoara), rodamos cerca de 500 km e fizemos mais de 150 km de trilha, mas a viagem valeu cada deslocamento e cada gota de suor derramados para deslumbrar paisagens impressionantes, que cada brasileiro deveria ter como obrigação conhecer, talvez assim, como um todo, respeitássemos melhor nosso país.

Perder o fôlego na subida da Cachoeira da Fumaça e depois perder o fôlego com sua paisagem; cair nas águas claras do Pratinha; tomar uma ducha na Cachoeira do Mosquito; se perguntar como a Natureza criou algo tão incrível como o Poço Encantado; sentir que está voando nas águas do Poço Azul de tão cristalinas; se sentir minúsculo dentro da imensidão do Vale do Pati e ao mesmo tempo se sentir em casa com a comunidade que vive no Vale; nadar contra a correnteza e ser presenteado com um belo banho na Cachoeira do Buracão e por final, para fechar com chave de ouro, nadar no poço da Cachoeira da Fumacinha após uma longa e exaustiva trilha de pedras.

São sensações que apenas quem vai para esse lugar, chamado CHAPADA DIAMANTINA, pode desfrutar!”

Guilherme Suzan e Bruna Ropele, de Itatiba/SP.
Publicidade
Publicidade