Notícias

Atrações locais em destaque

Jorge Pombo e Leo Costa apresentam música experimental com instrumentos artesanais.

Jorge Pombo e Leo Costa apresentam música experimental com instrumentos artesanais.

Além das atrações de sucesso nacional, há 15 anos o Festival de Lençóis reserva um espaço exclusivo para a apresentação de artistas regionais. Este ano, mais da metade da grade oficial é composta por atrações da Chapada Diamantina. As apresentações possuem um repertório especial para o evento, compostas por músicas de qualidade e de vários estilos. Confira:

1ª noite

Tambores do Maracatu abrem o espetáculo

Em cortejo, partindo da Praça do Coreto até o palco principal, o Maracatu Diamante, composto por moradores de Lençóis, irá abrir os espetáculos nos três dias de festa com o ritmo carnavalesco tradicional de Pernambuco. O grupo percussivo irá apresentar toadas de domínio público e composições próprias com temática da Chapada Diamantina.

Não perca: quinta, sexta e sábado, às 18h, na Praça do Coreto.

Música instrumental não convencional

Através de instrumentos não convencionais fabricados pelo próprio músico Jorge Pombo, ele e seu companheiro, Leo Costa, irão apresentar o resultado de um laboratório musical, com músicas instrumentais e experimentais. A dupla irá homenagear o centenário do violoncelista suíço Walter Smetak, que influenciou uma geração de grandes músicos, como Tom Zé, Gilberto Gil e Caetano Veloso.

Não perca: quinta-feira, às 19h, abrindo a noite no palco principal.

Banda apresenta samba de raiz

Há 13 anos agitando diversas festas pela região, a banda Arte Final irá tocar sucessos do pop-rock nacional e internacional. Em sua sétima apresentação no festival de Lençóis, este ano os músicos estão preparando uma surpresa para o público: irão trazer para o palco pela primeira vez o samba de raiz, com canções de Alcione, Mariene de Castro e Raimundo Sodré.

Não perca: quinta-feira, segunda atração, no palco principal.

2ª Noite

Chorinho clássico e autoral

O grupo Choro Labuta, de Lençóis, irá proporcionar ao público clássicos do Chorinho, música instrumental genuinamente brasileira; além de apresentar algumas músicas autorais. Nesta edição, o grupo ainda irá contar com a participação especial do saxofonista Luciano Silva e do trombonista Diego Cruz.

Não perca: sexta-feira, às 19h, abrindo a noite no palco principal.

 

A cantora Neide Vital trará para Lençóis toda a energia da música afro-brasileira.

A cantora Neide Vital trará para Lençóis toda a energia da música afro-brasileira.

Show dançante

Os músicos Rodrigo V8 e Emílio Cunha prometem colocar o público para dançar com muita black music e rock dos anos 70 e 80, somado a sucessos de bandas consagradas como Beatles e Mutantes. O show irá contar com a participação especial do baixista Cláudio Diulo e do guitarrista soteropolitano Júlio Caldas, que ainda trará influências da guitarra baiana.

Não perca: sexta-feira, após o show da banda Cidade Negra, no palco principal.

Ritmo Afro-brasileiro

Os atabaques irão esquentar a 15ª edição do Festival de Lençóis. A cantora Neide Vital, da cidade de Morro do Chapéu, traz um repertório baseado em ritmos do candomblé e samba de raiz para homenagear a raça negra e os orixás. Ela preparou exclusivamente para o evento novos arranjos para apresentar músicas centenárias da cultura afro-brasileira.

Não perca: sexta-feira, antes da cantora Margareth Menezes, no palco principal.

3ª Noite

 

Banda Griô conta a história da sanfona através da música.

Banda Griô conta a história da sanfona através da música.

A História da Sanfona

O espetáculo “Respeite os oito baixos do seu pai” irá contar através da música a história da sanfona, desde o seu surgimento em países da Europa até a chegada ao Brasil, com o rei Luis Gonzaga, e na Chapada Diamantina, com o Mestre Aurino. A Banda Griô é formada por jovens do Ponto de Cultura Grãos de Luz e Griô.

Não perca: sábado, às 19h, abrindo a noite no palco principal.

Reggae para fechar a festa

Uma grande festa na Bahia não pode ficar sem o balanço do autentico ritmo da Jamaica. Por isso, a banda Trilheirus, da cidade Andaraí, irá contagiar o público com muita energia positiva trazendo canções clássicas de Bob Marley, releituras da MPB e músicas autorais.

Não perca: sábado, após o show da banda Baiana System, encerrando a última noite, no palco principal.

 

Publicidade
Publicidade