Notícias

Festival de Escalada em Igatu

Viajar o mundo afora em busca de pedras para escalar faz parte do cotidiano dos montanhistas. Por isso, o vilarejo de Igatu, na Chapada Diamantina, interior da Bahia, não demorou muito para ser encontrado e entrar no circuito de escalada do país.

Rodeado por uma infinidade de blocos de rochas tipo arenito e quartzito, não houve um escalador até hoje para discordar do potencial quase único que o local possui para o montanhismo, principalmente para o boulder, um dos estilos da escalada esportiva, que é realizado em locais com no máximo quatro metros de altura e sem corda.

Além disso, Igatu ainda recebe poucas chuvas no verão, o que possibilita a prática do esporte com segurança. “Todo montanhista procura um lugar seco para escalar em janeiro. Assim, surgiu a ideia de realizar um festival de escalada em Igatu e saciar a vontade dos esportistas nesta época do ano”, conta Luís Paulo Silva, organizador do Igatuboulder, evento que ocorreu nos últimos dias 25 e 26 de janeiro.

[nggallery id=49]

Nesses dois dias, desembarcaram no vilarejo cerca de 70 escaladores vindos de todo país, de cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba. Todos eles fascinados com a possibilidade de desbravar novas vias (locais aptos para escalar), já que Igatu é considerada o paraíso das rochas virgens.

“Aqui é possível escalar todos os dias em um lugar diferente sem precisar pegar o carro, sem falar na quantidade de vias com sombra e ao lado de um rio”, conta Daniel Mendes, um dos realizadores do festival e diretor comercial da empresa 4Climb.

Para ele, Igatu está entre os cinco melhores picos do país para o boulder. Endossando a opinião dele, a mineira Aline Osório, escaladora há dois anos, afirma que em Igatu encontra-se uma enorme quantidade de boulders clássicos e com agarras boas. “Apelidamos aqui de Igatulands, fazendo alusão a Rocklands, na África do Sul, um dos lugares mais famosos do mundo para a prática do montanhismo”, conta.

Programação

Durante o festival, os montanhistas tiveram acesso a três setores de escalada: o Labirinto, o Cemitério e o Denorex. O tema “segurança na prática do boulder” também fez parte do evento, através de uma palestra realizada pelo escalador brasiliense Rafael Passos, campeão brasileiro de escalada esportiva em 2010. Algumas questões foram destacadas, como a necessidade de se realizar uma vistoria nos blocos antes de escalar, para não correr o risco de se deparar com animais peçonhentos, e a utilização adequada do material de segurança, principalmente o crashpad (colchão portátil).

Escolinha de montanhismo

Mais do que reunir escaladores em um lugar, o objetivo do Igatuboulder foi dar visibilidade ao novo pico de escalada e contribuir ainda mais com o crescimento do esporte no país.

A estratégia usada foi promover um intercâmbio entre os amantes do esporte, servindo de inspiração para os iniciantes, além de atrair novos praticantes. A maior expectativa para o escalador Carlos Renan, do município de Barreiras, era ver escaladores profissionais, como o Rafael Passos, e aprender novas técnicas.

Outro grande diferencial é a interação da comunidade local com o esporte. Em 2009, o povoado sediou um projeto pioneiro no país: uma escola de montanhismo gratuita voltada para crianças e adolescentes da comunidade, realizado pelo Centro Cultural Chic-Chic.
Um projeto social que já está colhendo frutos. Não foi difícil encontrar adolescentes da região participando do evento, sem contar que o idealizar e o staff do festival foi composto, em grande, parte por alunos da escolinha.

A iniciativa traz entusiasmo para escaladores experientes, pois contribui para a manutenção do esporte no local, para a consciência ambiental, além de ser uma alternativa de renda. “Tenho orgulho de ver a evolução dos jovens de Igatu, como o Luís Paulo, organizador do evento, que começou a escalar com equipamentos precários e hoje já está atingindo alto nível técnico e movimentando o esporte na região”, afirma Passos.

Esse foi um dos motivos de Igatu ser escolhida para receber mais de sessenta sapatilhas arrecadadas através da campanha “Bote sua sapatilha para escalada”, realizada pelas empresas 4Climb e Adrena, que serão entregues à comunidade de escaladores da Chapada Diamantina.

 

  • Contribua para a escalada em Igatu    

    Alunos da escola de escalada fazem parte do staff do evento.

    A agência Igatu Escalada Trekking e o Centro Cultural Chic-Chic são as entidades idealizadoras da Escola de Escalada, que ensina a prática do esporte para crianças e adolescentes da comunidade. A iniciativa depende de doações para prosseguir. Neste momento as atividades estão suspensas por falta de recursos.
    Para saber como ajudar, entre em contato:

    [email protected]

    (75) 3335-7021

Publicidade
Publicidade