Eu fui

Diego

DiegoDepois de mais de dez horas de viagem de Palmas-TO a Lençois-BA, recebemos um convite especial para subir ao Morro do Pai Inácio. Após caminharmos numa trilha linda, chegamos de um ponto onde pode-se ver parte da beleza da Chapada da Diamantina. O sol do fim do dia ia lavando as serras e vales e revelando o que nos esperava nos dias seguintes. Gente do mundo inteiro estava ali, não importa que língua se falasse, todos estavam, encantados pela beleza do lugar. Lençois em si é uma cidade encantadora, com suas casas históricas, seus botequins cheios de personalidade, suas lojinhas de artesanato, seu povo receptivo. A rua das pedras revela o charme e a boêmia da noite lençoense. Ficamos encantados com as surpresas que a Chapada Revela: a magia da Gruta Encantada, o banho onírico na Gruta Azul, a flutuação e o rapel na Pratinha, os mistérios da Caverna Lapa do Bode, o imponente e gelado Poço do Diabo. Não deixe de parar nas cidadezinhas em volta de Lençóis, nem de provar o picolé de Gengibre e o de Cachaça em Andaraí. Não deixe de tomar uma cerveja bem gelada e seguir as sugestões do jovem talento da cozinha Felipe no restaurante Absolutu. Não perca a caipirinha do El Jamiro, nem a tapioca do Bistrô Crioula, que fica logo em frente. Proves dos gostos, dos cheiros, dos sons, das cores e se apaixone como eu. Chapada me espere, linda desse jeito, que eu volto logo.

Publicidade
Publicidade