Notícias

Como manter a Chapada Diamantina em evidência durante a crise?

Nos últimos anos, a Chapada Diamantina consolidou-se como um dos principais destinos turísticos do Brasil. Nossa Bahia, antes lembrada como o refúgio de praias paradisíacas, abriu espaço para exibir cachoeiras imensas, água doce em abundância, morros delineados, cidades históricas convidativas e um povo singular.

A expectativa para 2020 era alta: público diversificado, feriados prolongados, agendas de eventos e competições esportivas recheadas; novas empresas inaugurando a cada semestre; cursos de capacitação profissional constantes; aeroporto recém inaugurado, novos voos e linhas de ônibus; Parque Nacional monitorado e maior controle de acessos aos atrativos.

Dormimos sonhando com um ano promissor e acordamos com voos proibidos, Parques Nacionais fechados, ônibus impedidos de circular, recomendações de isolamento social e a maior ameaça à saúde mundial do século. As primeiras semanas realmente foram desanimadoras. Porém, diferente de outras crises de saúde pública, econômicas e sociais que a humanidade já encarou anteriormente, desta vez, temos a Internet como grande aposta de todos os setores para manter suas operações mínimas acontecendo. E com o turismo, não é diferente.

Convidamos você para uma reflexão e sugestões que a equipe do Guia Chapada Diamantina traz ao trade turístico, a fim de colaborar para que tenhamos uma comunicação segura, positiva e unificada, aproveitando o alcance deste que é o maior portal de informações e notícias turísticas da região.
O desafio é grande, mas podemos integrar ideias para bons resultados a curto, médio e longo prazo. Este é o primeiro de alguns textos que desejamos compartilhar com você, parceiro (a). Vamos nessa?

Pensar coletivamente
Precisamos modificar nossa perspectiva de mercado. Existe um termo chamado “coopetitividade” que significa trabalhar em conjunto com os concorrentes visando um benefício maior e mútuo. Ao invés de competirmos pela melhor fatia do bolo, vamos nos unir para vender o bolo inteiro. O nosso bolo é o destino Chapada Diamantina.

Criação de conteúdo
A ascensão do turismo na Chapada aconteceu devido a uma série de fatores, como a organização do setor turístico e da estrutura receptiva. Mas o principal motivo pelo qual o Brasil e o mundo passaram a ouvir falar da Chapada Diamantina chama-se: criação de conteúdo.

A televisão é o principal veículo do país. Um conteúdo lançado na TV tem efeito imenso sobre o mercado. A partir de 2014, a Chapada Diamantina esteve muito presente na TV, o que alavancou a visitação na região. Nós, do Guia Chapada Diamantina, sempre notamos altos picos de acesso em nosso site após programas de TV como Globo Repórter, Fantástico, entre outros.

Repórter José Raimundo em matéria especial sobre o Vale do Pati, exibido na TV Globo. Foto: Divulgação

A internet é o segundo principal veículo de comunicação do Brasil. Todo o mercado turístico se apoia na Internet com publicidade, venda de reservas, compra de passagens, compartilhamento de experiências, entre outros pilares fundamentais. É na Internet e nas redes sociais que podemos e devemos apostar para manter a promoção do nosso destino em evidência neste momento.

Marketing de Conteúdo
O Marketing de Conteúdo é uma ferramenta de vendas do mercado atual. É a forma de atrair, engajar e relacionar-se com seu público-alvo através da criação de conteúdos relevantes. O objetivo é cativar seus potenciais clientes gerando confiança em relação à marca/produto/serviço, facilitando o processo de venda.

O que faz um turista escolher seu destino de férias é a expectativa criada sobre um conjunto de fatores positivos e encantadores que o local pode lhe oferecer. Por isso, é essencial que a promoção deste destino conte sua história de forma didática, lúdica e constante.

Em meio à pandemia mundial, é preciso um esforço coletivo para mantermos nosso destino em evidência, porém sem convidar turistas para virem para cá neste momento.

Mas como vender um destino a viajantes que não podem viajar?
Criando narrativas diferentes em meio à crise. Agora, nossa publicidade tem que ser criativa, “espalhável” e manter o nome Chapada Diamantina em evidência na Internet.

Precisamos entender o comportamento dos viajantes neste novo momento. Onde eles estão agora? Boa parte está nas redes sociais, alimentados por notícias políticas polarizadas, estatísticas aterrorizantes, péssimas perspectivas econômicas e sociais. Porém, temos em nossas mãos uma possibilidade de levar entretenimento aos turistas, ainda que virtualmente.

Através do nosso destino turístico, podemos oferecer aos internautas alguns minutos de esperança, relaxamento e contemplação. Seja com uma foto de cachoeira, de uma linda mesa de café da manhã ou um diário de bordo de um roteiro bacana. O importante é manter na mente do leitor uma relação positiva quando surge à sua frente o nome “Chapada Diamantina”. Porque após a crise, é nestes lugares que as pessoas desejarão estar.

Foto: Açony Santos

As pessoas têm que poder comentar, se apaixonar, compartilhar e recriar suas expectativas de experiências na Chapada Diamantina. Já sabemos que uma imagem vale mais que mil palavras, então vamos, juntos, fazer valer nossa presença na internet e espalhar esperança diariamente.

Muita calma nessa hora
Tenhamos cautela. Todo conteúdo deve ser acompanhado dos devidos avisos que reforcem o isolamento social. Lembre-se: nosso papel não é estimular a visitação, e sim, manter e reforçar uma perspectiva positiva sobre nosso destino.
Para isso, sugerimos que textos de avisos sempre acompanhem as postagens em sites e redes sociais. Mas podemos fazer isso de forma leve e descontraída. Exemplos:
– “Após tantos dias de isolamento, suas pernas vão adorar uma boa caminhada”;
– “Aquele prato que você tanto sonhava durante a quarentena estará esperando por você aqui”;
– “Este banho de rio que você tanto sonha neste momento, continuará aqui. Respire fundo e tenha paciência.”

Curta, comente e compartilhe
Vamos estabelecer esta rede de apoio entre criadores de conteúdo na Chapada Diamantina.

  • Curta as postagens dos negócios da sua cidade e sua região;
  • Compartilhe os conteúdos dos sites que promovem a Chapada Diamantina;
  • Comente as fotos dos colegas das outras empresas;
  • Acomode conteúdos em seus ambientes virtuais.

Nós, do Guia Chapada Diamantina, estamos reunindo esforços para manter a Chapada Diamantina na mídia, apoiando nossos parceiros no que for necessário. Em breve, traremos mais reflexões sobre o turismo de nossa região.
Tem alguma colaboração para fazer sobre este assunto? Gostaria de compartilhar algum conteúdo conosco?
Queremos te ouvir!

Publicidade
Publicidade