Notícias

Atrativos turísticos não são atingidos por incêndio

 

Cachoeirão, no Vale do Pati. Foto: Nas Alturas

Os passeios e trilhas para os atrativos turísticos da região continuam sendo realizados normalmente, apesar do fogo que atingiu parte do Parque Nacional da Chapada Diamantina entre os dias 7 e 14 de janeiro.

De acordo com Joelton de Souza, monitor da Associação de Condutores do Vale do Capão (ACV-VC), no município de Palmeiras, os atrativos não foram queimados, nem mesmo a região do Morrão e das Águas Claras, única trilha que ficou temporariamente desativada.

“A Cachoeira da Fumaça, um dos principais atrativos da região, continua intacta. Geograficamente o incêndio se aproximou dela, mas visualmente está distante, apenas em um ponto da trilha é possível ver a área atingida”, afirma o monitor.

Chuva e regeneração

Uma forte chuva atingiu diversas regiões da Chapada Diamantina na quinta-feira (17), o que deixou novamente as cachoeiras e os rios caudalosos, além de eliminar qualquer chance de reascender os focos de incêndio. Um fator que atenua os prejuízos causados à biodiversidade.

Segundo Pablo Casella, biólogo do Instituto Chico Mendes, grande parte das áreas prejudicadas são compostas por vegetação rasteira e, por serem pouco densas, possuem uma rápida regeneração. “Depois de duas chuvas, visualmente não percebemos mais que a área foi incendiada”, afirma o biólogo.

Publicidade
Publicidade