Notícias

REABERTURA DO MERCADO CULTURAL DE LENÇÓIS

No sábado, dia 28/08, às 15h, o Mercado Cultural de Lençóis será reaberto, após o longo hiato de quase dois anos.  

Somado à reabertura, haverá a inauguração do Palco Gagum, novo espaço dentro do Mercado Cultural.  O nome é uma homenagem à Maria das Graças de Jesus “Gagum” que nasceu em Lençóis, Bahia, em 23 de fevereiro de 1963, filha da lavadeira Dona Glorinha e do garimpeiro Pedro Mamona. Formou-se professora no Colégio Municipal de Lençóis. 

Prestou serviços à Câmara Municipal da cidade, mas rapidamente o mundo artístico a atraiu e foi no palco e na escrita que se encontrou.  Atriz de destaque do Grupo de Teatro Praça das Nagôs, escreveu poesias e mudou-se para Salvador em busca do sonho de ser atriz. Lá, publicou seu livro de poesias “Perdendo o Tempo”. 

Retornou à Lençóis onde teve seu único filho “Saulinho” (in memorian). E foi aqui que passou seus últimos dias de vida, como ela mesma dizia “perdendo tempo, mas com muito amor”. Faleceu em 12 de agosto de 2002, aos 39 anos. “De tanto dá tempo ao tempo, perdi meu tempo.” (Gagum) 

O evento acontece no sábado e domingo, e contará com uma programação pra lá de especial: artistas locais, manifestações culturais, como as tradicionais Marujada e Reisado, além de uma linda Feira de Artesanato. E uma homenagem a Gagum, é claro! 

No domingo, dia 29, serão lançados no espaço reinaugurado dois documentários de curta-metragem dirigidos por Marcelo Abreu e produzidos pela Montanhas Filmes: Reisado da Viola-Dona Dezinha e Dona Domingas-Reis de Zabumba. 

Abaixo você pode conferir o release dos filmes: 

Reisado da Viola – Dona Dezinha 

O documentário conta a história do Terno de Reis “Reisado da Viola” e de sua líder, Adelsaí de Araújo Santos, conhecida como Dona Dezinha.  Costureira e filha de santo do Jarê, Dezinha vem de uma família de várias gerações de reiseiros. Sua avó cultuava Cosme e Damião e Santos Reis, e seu pai, conhecido como “Antonhão”, trouxe de Andaraí a tradição de seu terno em 1981.  Desde 2013, Dezinha vem revivendo a tradição de sua família, envolvendo filhos e netos na continuidade desta manifestação cultural.  

Dona Domingas – Reis de Zabumba. 

O filme enfoca na vida de Dona Dominga, líder do Terno de Reis de Zabumba.  Nascida em Andaraí em 1944, começou a cantar reis aos 28 anos de idade, para cumprir uma promessa, após sobreviver a um tiro.  Em 1999 ela e seu marido Antônio se mudaram para Lençóis, pela devoção a Senhor dos Passos, e até o falecimento dele em 2019 todos os anos fizeram a caminhada pelas casas de Lençóis, na zona rural e outros municípios da Chapada, desde Natal até o dia de Reis.  Hoje, aos 77 anos, ela segue na liderança de seu terno, mantendo viva esta manifestação cultural. Sua história é um exemplo de fé, alegria e resistência.  

Os filmes são parte do projeto Salvaguarda do Reisado de Lençóis: saberes e fazeres das reiseiras da Chapada Diamantina, que foi contemplado com o Prêmio de Preservação dos Bens Culturais Populares e Identitários Emília Biancardi (CCPI/SECULT-BA)/Programa Aldir Blanc Bahia, para realizar ações de documentação e divulgação do reisado na Chapada Diamantina. 

O lançamento integra a Feira de Artesanato da Bahia, realizada pela Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia (SETRE) e Fábrica Cultural, com apoio da Prefeitura Municipal de Lençóis. Após quase dois anos em reforma, este evento marca a reabertura do Mercado Cultural e a inauguração do Palco Gagum. 

Quando: Dia 29/08/2021, às 20 h 

Onde: Mercado Cultural de Lençóis (Palco Gagum) 

Publicidade
Publicidade