Notícias

quinta-feira, 5 abril, 2018 às 10:28 | Atualizado em: 5 abril, 2018 às 20:37

11 de abril é o Dia da Chapada Diamantina

Região comemora sua data comemorativa oficial pela primeira vez!


com informações da Câmara Técnica Chapada Diamantina


A partir deste ano (2018), a Chapada Diamantina terá um dia para chamar de “seu”.
11 de abril passou a ser o Dia da Chapada Diamantina e irá fazer parte do calendário oficial de eventos do Estado da Bahia. Entre os dias 9 e 11, irão acontecer diversos eventos que promovem a história, a cultura, as artes, o ecoturismo e a educação ambiental em Lençóis, Palmeiras e Seabra. Confira abaixo a programação completa:

PROGRAMAÇÃO EM LENÇÓIS
Agendamento prévio para participação nas visitas e palestras pelo telefone: (75) 3334-1378

Dia 09/abril/2018 – Segunda-feira.

Das 09h00 às 12h00. Local: UEFS (Praça. Horácio de Mattos)
Exposição: Expo Garimpo e Garimpagens – A força da Identidade. Curador Delmar Araújo Auditório: Painel Geodiversidade, Patrimônio, Identidade e Desenvolvimento Territorial.
–  Marilda Miedema (Geóloga e Diretora Presidente da Sociedade Brasileira de Geologia – Núcleo Bahia – Sergipe e Professora da Universidade Federal de Feira de Santana – UEFS)
– Marjorie Cseko Nolasco (Geóloga – Coordenadora do Campus Avançado da Chapada Diamantina – UEFS)
– Renato Azevedo (Doutor em Geologia e Consultor)

Das 14h00 às 18h00. Local: UEFS (Praça. Horácio de Mattos)
Oficina sobre Circuitos Arqueológicos da Chapada Diamantina e visita técnica.
– Professor Carlos Etchevarne (Dr. em Geologia e Pré-História UFBA)
– Alvandyr Bezerra (Museólogo e pesquisador em Arqueologia – Instituto Bahia Arqueológica)
Visita técnica: Complexo Arqueológico Serra das Paridas

A partir das 18h00. Local: Galeria de Arte e Café Ba-Cana
Exposição de Artes: Pedro Lima e Paula Soleny, Paisagens e Cultura Regional da Chapada Diamantina.
Endereço: Rua Urbano Duarte (antiga Rua da Boa Vista)

A partir das 19h30. Local: Casa Afrânio Peixoto
Exibição de filmes e documentários da Chapada Diamantina.

A partir das 19h30. Local: saída da UEFS
City Tour Histórico Cultural.

 

PROGRAMAÇÃO EM PALMEIRAS
Agendamento prévio para participação nas visitas e palestras (75) 3332-2301

Dia 10/abril/2018 – Terça-feira

Das 09h00 às 12h00. Local: Auditório da Câmara Municipal de Palmeiras
Projeto Estrada Real – Eixo Norte: Rio de Contas a Jacobina.
– Geólogo Adalberto de Figueiredo Ribeiro
– Geógrafo Antônio Raimundo Leone Espinheira.

Das 14h00 às 16h00. Local: Auditório da Câmara Municipal de Palmeiras
Mesa Redonda sobre a  Contextualização Histórica da Chapada Diamantina.

Historiadores:
– Delmar Araújo (Professor e Escritor – Vice coordenador do Campus Avançado da Chapada Diamanina – UEFS). Tema: Formação Sócio, Histórica, Econômica e Cultural  da Chapada Diamantina.
– Liandro Antiques (Historiador, Pesquisador, Genealogista e Fotógrafo). Tema: Chapada Velha – A primeira impressão, que ficou.

Narradoras:
– Marilande Queiroz – Momento Histórico do Ciclo do Diamante
– Zenilda Pina – Profª e Narradora Histórica de Palmeiras.

Das 16h00 às 18h00. Local: Morro do Pai Inácio
Traslado e abraço Simbólico pelo Dia da Chapada Diamantina.

PROGRAMAÇÃO EM SEABRA

Dia 11/abril/2018 – Quarta-feira.

Das 09h00 às 12h00. Local: IFBA – Campus Seabra.
Projeto de Extensão da UFBA – Ciência Cidadã –1ª Bioblits Guardiões da Chapada, com Caren Queiroz Souza (Bióloga e Mestre em Ecologia e Biomonitoramento).

Das 14h00 às 17h30. Local: IFBA – Campus Seabra.
Evento oficial de comemoração ao Dia da Chapada Diamantina
– Palestra Planejamento Estratégico do Turismo na Chapada Diamantina, com Sirlene Rosa de Souza (Turismóloga e Especialista em Planejamento Ambiental).
– Vídeo de Contextualização da Criação do Dia da Chapada Diamantina, com representante do JIVA.
– Convidados especiais que contribuíram e presenciaram Seabra se transformar no Centro Administrativo e Político para a Chapada Diamantina.
– Homenagem aos Ambientalistas.
– Exposições.
– Cortejo Cultural.

A origem da data comemorativa
A escolha da data tem a sua origem em 11 de abril de 1966, quando Seabra-BA passou a ser o centro administrativo e político desta região.
Sob esta justificativa, a JIVA – Junta Independente Voluntária Ambiental, que há dois anos atua em projetos socioambientais na região, deu início a um abaixo assinado, com a proposta da instituição da data, em Praça Pública, no município de Seabra, durante a Semana de Meio Ambiente, a qual foi aderida por mais cinco municípios: Lençóis, Palmeiras, Iraquara, Andaraí e Barra da Estiva.
Em menos de 15 dias foi levada à ALBA – Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, onde o Projeto de Lei foi aprovado por unanimidade e sancionado pelo Governador do Estado, Rui Costa. Desde então, foi instituído no calendário oficial de eventos do Estado da Bahia, o Dia da Chapada Diamantina, a ser comemorado anualmente em 11 de abril.
A Chapada Diamantina se transformou numa marca. A vocação ambiental, aliada ao patrimônio arquitetônico histórico-cultural dos tempos áureos do ouro e diamante, faz do turismo uma das principais atividades econômica, atraindo visitantes nacionais e internacionais. Seu nome se originou da enigmática e raríssima geologia e suas jazidas diamantíferas que a constitui, enriquecido por muitos mistérios, águas, povos, histórias, culturas, patrimônios materiais e imateriais, construções, inovações e mudanças que ocorreram ao longo do tempo.
À Chapada não cabe numa só definição, por isso extrapola os limites do Estado e a Nação.



Mais redes sociais:

Conte pra nós

O que você gostaria de fazer na Chapada Diamantina?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Previsão
do tempo